Notícias (Português)

quarta-feira, janeiro 9, 2013

As línguas do judaísmo

Novo ciclo de conferência no Instituto de Estudos Nahmánides

Temos o prazer de anunciar a programação do ciclo da conferência para Este ano de 2013, organizado conjuntamente entre o Conselho de Chamada de Girona e a Mora Ferrarater de Pensamento Contemporâneo da Universitat de Girona. Através de cinco sessões administradas por palestrantes renomados, as línguas do judaísmo nos fecharão de maneira genérica para a diversidade de idiomas que foram típicos do povo judeu ao longo da história. O ciclo propõe uma jornada através dos diferentes Idiomas que, em tempos e diversos lugares, empregou o povo judeu, uma interessante viagem para conhecer as formas de escrita e expressão de um povo que fez da diversidade o seu modo de ser. Os diferentes aspectos serão considerados, e os vários usos linguísticos serão analisados, desde o hebraico, linguagem da Bíblia, para o catalão que falou os judeus do Medieval Girona.
31 de janeiro: L’Hebreu: De Llangua Santa A Llanguá oficial, Manuel Forcano, Hebraísta, Poeta, Translator (Fundación Cima, Barcelona).
28 de fevereiro: a idista da língua europeia. Desde a sua origem para o Prêmio Nobel, Rhoda Abecasis, Filologista, Estimativa da Língua e Cultura de Ídish (Madri).
21 de março: A tradicional mulher sefardica na prosa rabínica Judeoespañola, Katja Smid, Filologista, Estúdios do Sephardic Mundo (CSIC, MADRID). 25 de abril: da casa para fora: a transmissão de Hakeka, Judao, analem de linha, linha Anselem, professor de literatura hispânica (Université de Valenciennes, França).
30 de maio: LA Parla Quotidiana de Les Comunitats Quinta-feira da Medieval Catalunha, Joan Ferrer, Filologist e Hebraísta (UDG, Girona)
Entrada gratuita e gratuita, na rua de San Llorenç. Tempo: às 19h.
Organize: Instituto de Estudos de Nahmánides (Patronato Ligue de Girona) e Ferreater Mora do pensamento contemporâneo (UDG). Atenção para 80% das conferências e a realização de um pequeno trabalho autorizam um crédito universitário de livre escolha na UDG.
Paralelo, o museu mostrará uma temp de exposição oral em “as línguas do judaísmo”, que podem ser visitadas de fevereiro a junho de 2013.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *